Carlos Alceu Machado fala do mercado imobiliário 

Carlos Alceu Machado é advogado especializado em Direito Imobiliário e empresário do segmento.

4304

A Exclusividade
Como a exclusividade nas transações imobiliárias vem sendo contestada com sucesso nos tribunais federais do país, e na medida em que muitos corretores também não a veem com bons olhos, cresce a discussão sobre uma mudança na regra. Uma alternativa que ganha corpo, propõe que comprador e vendedor não devem ser atendidos pelo mesmo corretor, evitando-se assim que ele defenda interesses conflitantes e ampliando o mercado de trabalho.

Regimento interno
Esclarecendo uma dúvida sobre o quorum necessário para a alteração do regimento interno de um condomínio: se esse instrumento fizer parte integrante da convenção, o quorum será de dois terços das frações ideais; caso contrário, ou seja, se o regimento estiver em um documento à parte, poderá ser alterado inclusive pela maioria simples dos condôminos presentes a uma assembleia geral.

3,4 milhões de casas
O Ministério das Cidades informou que a meta do Programa Minha Casa, Minha Vida é contratar 3.400.000 casas antes do final do ano que vem. Até agora, foram assinados cerca de dois milhões de contratos, sendo que um milhão de unidades estão entregues. Segundo o Governo Federal, os investimentos no PMCMV representaram 0,80% do PIB nacional em 2012.

Reajuste dos aluguéis
Os contratos de locação que têm o Índice Geral de Preços de Mercado como indexador, serão corrigidos em 7,91% em janeiro. Mas, atenção, porque o IGP-M não é o indexador oficial das locações; por lei, os aluguéis podem ser reajustados por qualquer índice que reflita “a variação dos custos de produção ou dos insumos utilizados nos contratos de prazo de duração igual ou superior a um ano”, o que inclui o INPC, o IPCA e o IPC e exclui o INCC e o CUB.

images (1)

INCC em alta
Em janeiro, o Índice Nacional do Custo da Construção de Mercado subiu 0,39% – uma alta de 33% em relação ao mês de dezembro de 2012, quando o aumento foi de 0,29%. Como nos últimos doze meses o INCC-M teve uma elevação de 6,94%, quem não quis quitar dívida atualizada por esse indexador para fazer aplicação financeira, deve ter perdido dinheiro.

Insegurança dá prejuízo
Uma concentração de imóveis gradeados ou murados, é indicativo de falta de segurança numa área qualquer; se a essas defesas são acrescentados cercas eletrificadas, câmeras de vigilância, sensores e alarmes, pode-se afirmar que os moradores estão com medo. Disso resulta que ou os preços caem e/ou diminui o número de interessados nos imóveis da região. Num país como o Brasil, até o patrimônio imobiliário acaba vítima da insegurança.

I.R fecha o cerco
A Receita Federal está de olho nos corretores e imobiliárias. No informe de rendimentos do exercício de 2013, já consta a obrigatoriedade dos declarantes informarem os pagamentos realizados a essas pessoas, físicas e jurídicas, sob pena de multa. Comissões sonegadas passam a correr o sério risco de serem apanhadas pela fiscalização, através do cruzamento de dados.

RodolfoStuckert2

Mais prazo
Se um Projeto de Lei do Senado, de autoria do senador Eduardo Suplicy, for aprovado na Câmara dos Deputados, quem vender um imóvel residencial passará a dispor de mais tempo para livrar-se do imposto sobre o lucro imobiliário. Pelo novo PLS, o vendedor terá um ano para adquirir outro imóvel residencial e isentar-se do imposto. Hoje, o prazo é de 180 dias.

Hora de comprar
Com a estabilização dos preços e a redução dos juros dos financiamentos habitacionais, é opinião unânime entre os analistas que chegou a hora do comprador interessado em investir ou morar. E como a oferta de imóveis ainda está grande, o adquirente tem a sua disposição uma boa variedade de opções imobiliárias.

***

Se eu vender um imóvel para comprar outro fico isento de ir?

images

Internauta venderá imóvel por 550.000 reais e pergunta se consegue de alguma forma ter isenção de imposto de renda sobre o ganho de capital da operação, Se ganho for aplicado na compra de outro imóvel em até 180 dias, há isenção, segundo especialista.

Dúvida do internauta: Adquiri um IMÓVEL em 2010 por 220.000 reais. Hoje eu recebi um proposta de 550.000 reais. Se eu o vender por 550.000 reais e comprar outro imóvel, sendo que este é o único imóvel que tenho, sou isento de imposto de renda? Qual tipo de negócio tenho que realizar para ser isento de imposto sobre ganho de capital?

4261

Resposta de Eliana Lopes*:

A isenção prevista em lei para alienação de único imóvel está limitada a valores iguais ou inferiores a 440.000 reais, desde que não se tenha efetuado nos últimos cinco anos outra alienação. Mas se a proposta é de 550.00 reais, você não poderá utilizar essa regra.

Outra regra que talvez possa utilizar é a dos 180 dias. Se você aplicar o ganho auferido na venda desse imóvel na aquisição de outro imóvel residencial, no prazo de 180 dias, o ganho será isento do imposto.

4216

A opção por essa isenção é irretratável e deve ser informada no respectivo Demonstrativo da Apuração do Ganho de Capital da Declaração de Ajuste Anual. E essa isenção poderá ser usufruída uma vez a cada cinco anos. A contagem do prazo de 180 dias inclui a data da celebração do contrato. O contribuinte somente pode usufruir desse benefício uma vez a cada cinco anos.

*Eliana Lopes é coordenadora de IR de Pessoa Física da H&R Block no Brasil. A H&R é a maior empresa de declaração de IR dos Estados Unidos e atua também no Canadá e na Austrália.

Investimentos imobiliários em Natal é do Mercado Interno

Ao contrário do que se pensa, hoje, o foco dos investimentos imobiliários na Grande Natal é no mercado interno, e não no estrangeiro. .

“Na época do boom imobiliário, em um passado recente, os principais investidores eram os estrangeiros. O euro custava cerca 3 vezes o valor do real, e o dólar, duas vezes”, justifica. Ivanessa Bezerra consultora imobiliária

Hoje, apesar de o real ainda ser desvalorizado, houve uma pequena alta em relação às moedas internacionais, já confere diferença em um mercado que está em franca expansão.

A previsão do Secovi é de incontáveis novos lançamentos para este ano. “Não tenho esse número precisamente, mas posso adiantar que há muitos projetos licenciados e outros em fase de licenciamento”, informa.

Questionado sobre a cidade estar se transformando em um grande canteiro de obras, Gomes Netto é otimista: “a cidade está se tornando um canteiro de obras no bom sentido. Isso é reflexo de qualquer cidade em expansão e desenvolvimento. Estamos contribuindo para a geração de emprego e renda para a população.”

Além disso, essa expansão imobiliária já está começando a transformar algumas praias como a do Cotovelo em bairro.

Um "prolongamento" da Zona Sul de Natal

Parnamirim é um município do estado do Rio Grande do Norte. Pertencente à Região Metropolitana de Natal, à localiza-se ao sul da capital estadual, sua população foi contada no ano de 2010 em 202 413 habitantes, sendo então o terceiro município mais populoso do estado.
Parnamirim vive um intenso crescimento econômico, especialmente no setor imobiliário, se tornando uma verdadeira extensão de Natal. A sede tem uma temperatura média anual de 21,1°C[11] e na vegetação original do município predomina a Mata Atlântica. Sua taxa de urbanização é de 100% (2010), classificando Parnamirim como o município mais urbanizado do Rio Grande do Norte. O município contava, em 2009, com setenta estabelecimentos de saúde, e seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,760, nomeado médio e o segundo maior no ranking estadual.

Emancipado de Natal no ano de 1958, Parnamirim é reconhecida internacionalmente como "Trampolim da Vitória", tendo fortes ligações históricas com a Segunda Guerra Mundial quando se tornou sede da então base aérea americana Parnamirim Field— hoje Base Aérea de Natal — devido à sua localização estratégica global, servindo de ponto da partida de muitas aeronaves americanas, de todos os tipos, para levar tropas para o front da África. A grande movimentação de soldados americanos influenciou a população local introduzindo sua cultura e, movimentando, de certa forma, a economia da cidade e até mesmo participando da vida social dos habitantes à época e deixando o legado da única base Internacional do Estado o Aeroporto Augusto Severo e base Espacial Barreira do Inferno ambos em plena atividade.

Desenvolvimento Imobiliário se deu para Classe Media alta nas zonas de Praia, as praias de Cotovelo e Pirangi é o principal destino de Veraneio da Capital, e no município mesmo de Parnamirim a expansão se deu com Projeto do Governo Federal MCMV que hoje oferece a maior demanda de oferta de casas do Financiadas nesta região.

Nossa Correspondente Imobiliária Tereza Batista uma Pernambucana, meio Paulista, apaixonada pelo estado fixo moradia na região de Cajupiranga e vem se especializando na região. Declara que como esta região esta em plena expansão turística e imobiliaria o imóveis poderão ser valorizados em curto prazo até 30% anual.
Convida a todos que queiram investir ou fixar moradia a conhecer a região.

tereza@todoimoveis.com

Caixa amplia prazo de financiamento de imóveis para 35 anos

Comprar uma residência é o sonho de muitos brasileiros que passam anos e anos da vida pagando um imóvel financiado. Era assim na época dos nossos pais, é assim na época de hoje.

Para ampliar as oportunidades de financiamento, a Caixa Econômica Federal anuncia que o novo prazo para financiamento - que agora é de até 35 anos - e começa a valer nesta segunda-feira (11).

De acordo com a Caixa o prazo de 35 anos só vale para novos financiamentos. No caso de imóveis financiados pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), a taxa cai de 9% para 8,85% para todos os clientes. Dependendo do grau de relacionamento com a Caixa, a taxa pode chegar a 7,8%.

A taxa de juros, que é de 10% ao ano, cai para 9,9% a partir de segunda-feira, para todos os clientes. Dependendo do relacionamento que a pessoa tenha com o banco, ela pode chegar a 8,9% ao ano.

Se você está na fila para comprar um imóvel, fique de olho nas novidades e aproveite para comprar o seu.

Fonte: nominuto.com/blog/pensando-economia

ABEL CABRAL é a "quinta avenida" de Nova Parnamirim

Avenida vai receber 1.700 famílias

Por Roberto Lucena - Repórter

A expansão imobiliária vivenciada nos últimos anos em Parnamirim convive com outro crescimento: o surgimento de empreendimentos comerciais e serviços. Até o fim deste ano, grandes marcas de varejo e atacado, como Walmart, Nordestão e Pão de Açúcar estão se instalando onde já existem indústrias do setor têxtil, alimentício e de veículos, além de transportadoras. Redes de shopping centers, como o Iguatemi e um grupo português, também apresentam interesse.
Segundo Rogério Santiago, titular da SEMUR, nos últimos meses foram emitidos 1.180 alvarás de construção, para todo tipo de empreendimento, incluindo os comerciais. Atualmente, há um montante de dois mil processos em análises pelos técnicos, engenheiros e arquitetos da secretaria. Os alvarás para construção de residências chegam ao quantitativo de oito mil unidades já em construção.

Por ano, a taxa de crescimento populacional em Parnamirim é de seis mil pessoas para moradia. Em Nova Parnamirim, o crescimento é em níveis superiores à média regional, de 7,23%. Levado, sobretudo pelo rendimento médio domiciliar de R$ 3.561,41, e o crescimento populacional com 21 mil domicílios e 54 mil habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o interesse de grandes redes de atacado e varejo por Nova Parnamirim aumenta.

Por todos os lados, edifícios. Nos espaços onde não há torres com apartamentos, placas publicitárias anunciam a construção do "sonho de sua vida". O crédito facilitado também é apontado. Localizada entre a Avenida Ayrton Senna e a BR-101, a Avenida Abel Cabral, em Parnamirim, há alguns anos, desponta como um dos locais de maior concentração de investimento do setor imobiliário e grandes marcas do varejo e atacado. Os números surpreendem. Nos próximos meses, pelo menos 1.700 apartamentos serão entregues aos futuros moradores. Segundo especialistas, não há planejamento adequado para receber novos investimentos na avenida. Se algo não for feito agora, alerta, a avenida pode tornar-se insustentável.

O titular da secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMUR), Rogério Santiago, explica que, somente em Nova Parnamirim, há cerca de "25 grandes projetos em análise: entre projetos imobiliários e empresariais", diz. Prontos, em fase de construção, mais de 30. "Nordestão, Pão de Açúcar (bandeira Extra) e Grupo Walmart (bandeira Hiper Bompreço) vão terminar as construções até o fim do ano. Além destas, as construtoras MRV, Capuche e Cyrella estão com construções na Abel Cabral", avisa.

Fonte: tribunadonorte.com.br

Meu Bairro Cresimento Veloz da Construção Civil Na Região Metropolitana

Pitimbu é um bairro de classe média e classe média alta localizado na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte que foi construído oficialmente em 5 de abril de 1983.
O bairro consta de um complexo de conjuntos habitacionais, são eles: Conjunto Cidade Satélite, Conjunto Bancários, Conjunto San Valle e Conjunto Vale do Rio Pitimbu. A construção do maior deles, Conjunto Cidade Satélite, Conjunto Cidade Satélite é um dos maiores conjuntos habitacionais da América Latina.
Pitimbu vem adquirindo maior destaque na cena local, devido ao crescimento veloz da construção civil na região metropolitana, convertendo-se em um dos espaços mais disputados pelas construtoras, fato esse que faz do bairro um dos mais procurados pela nova e emergente classe média potiguar.

Segundo o Censo 2000 a população é composta por aproximadamente 23.000 habitantes a média de moradores por domicílio é de 4.04 pessoas, 85% dos responsáveis por domicílios possuem mais de 8 anos de educação a maioria possuem entre 11 e 14 anos de instrução. A taxa de alfabetização está em 95,68%, ainda segundo o Censo, 98,5% da população recebe água da rede geral, residências são os imóveis mais presentes no bairro cerca de 97,62%, os estabelecimentos comerciais são 1,65%, industriais 0,38% e prédios públicos são 0,32%. O bairro conta com 40 estabelecimentos industriais, 268 estabelecimentos comerciais, e 245 estabelecimentos de serviços. Cerca de 85% dos imóveis são próprios, encontra-se no bairro do Pitimbu uma das áreas de proteção ambiental mais importantes da Grande Natal: a região de mata ciliar do rio que dá nome ao bairro, o Pitimbu. Descoberto pelas imobiliárias e construtoras potiguares, o Pitimbu passou, a abrigar importantes e ambiciosos projetos imobiliários. O primeiro desses grandes empreendimentos aconteceu no ano de 2006, quando a Construtora CAPUCHE lançou nas proximidades da BR-101, dois grandes condomínios verticais. Recentemente, também as construtoras: METRO QUADRADO, MOURA DUBEUX E CYRELLA passaram a investir na região do Pitimbu. Com a construção do prolongamento da avenida Prudente de Morais, ocorreu uma grande valorização imobiliária do bairro.

A www.todoimoveis.com seguindo a tendência do Mercado já esta comercializando nesta região de Natal/RN com a corretora Karina Tinoco moradora 11anos do bairro e apaixonada pelo local declara: “Quem investir nesta região não vai se arrepender criei meu filho aqui, um lugar seguro e calmo e perto de tudo. Venham adquirir sua casa própria em Natal conosco!”

Investimento em construções para família Potiguar

 

Se até alguns anos atrás o bairro de Ponta Negra era o preferido das construtoras para empreendimentos voltados a estrangeiros e investidores, o perfil começa a mudar. As empresas potiguares se voltam para o mercado local e já lançam no bairro residencial Ponta Negra, Pium voltados aos Natalense.

Ponta Negra possui uma alta demanda de flat e apartamentos de 46 a 55m2, contudo este imóvel não atende o perfil do cliente da família potiguar e tão pouco pode ser financiado pelas linhas de crédito do Governo devido ser imóveis comerciais, na época construída para o publico estrangeiros e investidores.


Com a notória caída deste publico nos últimos anos na Capital e com o aumento do poder aquisitivo do Brasileiro as construtoras que atuam no mercado local começam investir em imóveis de 90 metros quadrados e 120 m2 e /ou em lotear em condominio residenciais horizontais, as construtoras entregam com toda infraestrutura de segurança e lazer. 
“Busco um imóvel que caiba, meus filhos eu e nossos moveis ao mesmo tempo rodeado de muita natureza aonde o cachorro possa curtir com meus filhos, o loteamento Rio Verde oferece essa liberdade e natureza que vivi na minha infância comenta com graça a Potiguar Paulinha, uma área com   lotes de 390 m2 , equipadas com espaços de lazer, perto das praias, Natal  e os últimos empreendimentos como o Alphaville  na área de Pium.Dispõe de todas as comodidades em áreas de lazer como churrasqueiras, piscinas, playgrounds etc.

Elas têm a força! E a palavra final na hora da compra.

Por Priscila Oliveira

woman-todoimoveis-internet.jpgUma pesquisa interna feita por uma construtora em Natal/RN aponta a liderança do público feminino na hora de comprar o imóvel e garantir investimentos.
De acordo com a Diagonal e Rossi, o empreendimento Vila Verde, por exemplo, registrou a maioria das vendas para o público feminino. Uma análise do perfil dos compradores indicou que 41% dos compradores eram mulheres e, quando o assunto é investimento, o número sobe quase 20 pontos, para 59%.

2474.jpgOs dados são reforçados com os números do Boletim de Mercado de Trabalho divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) que mostra que a participação feminina na população brasileira economicamente ativa chegou a representar 48,9% da massa salarial.
E pra completar, o Censo 2010 do IBGE realizado em Natal, segundo o qual os domicílios particulares permanentes cujo único responsável é uma mulher apresentam-se em 74,8%.

Condomínio Clube, uma pequena cidade,

Por Priscila Oliveira

chacara-bonfim-nisia-floresta

É mais: com espaço de lazer completo para todas as idades. Esse é o perfil dos condomínios-clube, que estão se intensificando no Estado.
Quem compra apartamentos, lotes ou casas nesse padrão, busca a segurança e o lazer de um clube. Afinal, além de contar com o que a maioria dos condomínios comuns oferece, o imóvel coloca à disposição dos moradores, opções variadas que atendem desde o público infantil até adultos e idosas, proporcionando qualidade de vida, bem-estar e segurança a toda Família além de ser um ótimo investimento em longo prazo. Hoje no Estado já temos varias experiências destas que já são um sucesso concretizado de qualidade e rentabilidade o condomínio Corais Ponta Negra da Construtora Capuche e condomínio Porto Brasil da Construtora Dephia tiveram uma valorização de mais 100% do valor de venda.

chacara-bonfim-nisia-floresta

De acordo a Corretora de Imoveis, Ivanessa Nascimento, o sucesso de vendas dos condomínios-clube se deve às opções lazer diferenciadas que eles oferecem, atendendo toda a família, além da segurança e comodidade.
“As cidades cresceram e as pessoas estão cada vez com menos tempo para se dedicar à família e ao lazer. Nestes empreendimentos todos podem desfrutar de momentos de lazer, a qualquer hora. Além disso,empreendimentos com estas características geralmente têm um grande número de unidades, para não onerar a
taxa de condomínio”, enfatiza Ivanessa.

Tendência

chacara-bonfim-nisia-florestaSeguindo essa tendência do mercado imobiliário, a CONSTRUTORA ECOCIL lança às margens da Lagoa do Bonfim, apenas 20km de Natal. A Chácara Bonfim, um CONDOMÍNIO CLUBE de alto padrão, em uma área total de mais de dois milhões de metros quadrados, com segurança 24 horas. São terrenos que variam de 1000m² a 4000m², além de 435 mil metros quadrados de reserva ambiental e 1km de margens banhadas pela Lagoa do Bonfim.


CHÁCARA BONFIM Condomínio de campo. Nísia Floresta / RN

Noticias do mercado imobiliario

Por Mario Garih (mario.garih@todoimoveis.com)

Venda de imóveis não vive mais sem internet, aplicativos e redes sociais

Quase 100% das compras de imóveis passam em algum momento pela internet


LOGO_CANAL_IMOBILIARIO.jpgNada de entrar em canteiros de obras ou stand de vendas. Já há alguns anos, quando um consumidor decide comprar um imóvel, o seu ponto de partida é a internet. Por isso, construtoras e imobiliárias passaram a investir em conteúdo e ferramentas digitais para conquistar o público e se aproximar dos clientes. Sites, blogs, canais multimídia, perfis em redes sociais, aplicativos para smartphones, ações mobile e atendimento online formam a base do alicerce para se vender uma casa atualmente.
As compras de imóveis pela internet, no entanto, estão ainda longe de ser uma modalidade de transação efetiva. Os tramites burocráticos da ação não permitem que o consumidor realize todas as etapas da compra no conforto da sua casa. As imobiliárias, por outro lado, oferecerem cada vez mais serviços online, deixando apenas que as assinaturas de contrato sejam presenciais. Até os casos de compras do exterior, por enquanto, são realizados por um procurador.
“Acredito que vamos ainda vender um empreendimento 100% pela internet. Não será hoje, mas no futuro conseguiremos que o cliente escolha e compre seu imóvel por meio de um certificado e uma assinatura digital, que já existe, e faça o pagamento da entrada via internet bank”, declara Gustavo Zobaran, especialista em Comércio Eletrônico e Coordenador de Departamento de Marketing Digital da Brookifield, em entrevista ao Mundo do Marketing.

 

Estratégias para diversificar no mercado

Os meios digitais têm um papel importante no plano de divulgação, venda e pós-venda de empreendimentos imobiliários. Em 2010, a Cyrela contabilizou 20% das vendas realizadas por meio de um canal online, o dobro do ano anterior. O site da companhia recebeu quatro milhões de visitas no mesmo período. “Acreditamos que uma fração desses acessos gera contatos e uma fração de contatos gerará vendas”, afirma Fernando Moulin, Gerente-geral de E-Business da Cyrela Brazil Realty, em entrevista ao portal.
Em 2011, as construtoras passaram a investir em novidades para atrair o público e aumentar o relacionamento das empresas com os clientes, com ações desde o chat online com os corretores a aplicativos para smartphones e canais de comunicação pelas redes sociais. Afinal, a busca por imóvel no meio digital não é mais uma novidade e todas as imobiliárias já possuem, pelo menos, uma página na web.
Por isso, a Coelho da Fonseca aumentou sua presença nas redes sociais como um caminho para o crescimento de vendas. Recentemente, a empresa criou um brand channel no Youtube com mais de 1.200 vídeos com lançamentos e informações que os internautas buscam por meio de filtros ou por um mapa. Somente em três dias no ar o canal de pesquisa já tinha recebido mais de 10 mil acessos. “Percebemos que o cliente passava muito tempo olhando os vídeos no site e decidimos criar uma ferramenta totalmente inédita na América Latina”, afirma Allan Fonseca, Diretor de Canais e Inovação da Coelho da Fonseca, em entrevista ao Mundo do Marketing.
 

A busca pela inovação

A plataforma de atendimento online da Cyrela existe desde 2003 e após tanto tempo a empresa decidiu inovar na comunicação com o cliente. No início do ano, a companhia estreou no Facebook com a intenção de criar uma plataforma direta de diálogo com os compradores. O chat virtual com o corretor do site passou a ser disponível também na fan page da marca, que hoje conta com mais de 8,4 mil usuários.
“A capacitação do corretor online na relação com o cliente é totalmente direcionada para converter o contato em uma visita, um agendamento e até uma possível venda. Consideramos que um negócio foi fechado pela internet quando todo o processo de escolha é realizado por meio desse corretor”, explica Moulin, da Cyrela.
Na busca pela inovação a construtora também entrou no Instagram. A rede social de compartilhamento de fotos pelos smartphones foi usada como ferramenta para a campanha promocional “Decora Minha Casa”, realizada em parceria com a Florense Alphaville. A ação, ainda em andamento, premiará um usuário com móveis planejados no valor de R$ 10 mil para transformar um cômodo da casa. Com o projeto, a Cyrela pretende transmitir o conceito de realizadora de sonhos e aumentar o relacionamento da marca com os consumidores.
 

Ações de mudança

Para ir além, a Coelho da Fonseca disponibilizou o site e sua página no Facebook em seis línguas para aumentar a comunicação com todos os públicos, já que os estrangeiros representam 5% dos acessos totais dos canais da empresa. Presente em 16 capitais brasileiras, a imobiliária de alta renda estima que 30% das vendas realizadas no ano passado começaram pelo meio online.
“Para não criar confusão no mercado, não comunicamos que realizamos vendas pela internet. Mas quase 100% dos clientes para procurarem um imóvel em algum momento passam pela internet”, esclarece Allan Fonseca.
A falta de uma regulamentação e indicadores do comércio eletrônico, principalmente no setor imobiliário, não permite que as companhias digam que realizaram vendas pela internet. Apenas mediante uma norma reguladora, que faça com que todas as empresas sigam os mesmos indicadores, é que será creditada uma quantificação de vendas online. Cada empresa segue atualmente seus próprios padrões.
Realizações pioneiras
Já é possível, contudo, receber informações de imóveis até mesmo por SMS. Nas placas de vende-se de algumas casas relacionadas à Coelho da Fonseca, por exemplo, o consumidor encontra um código para enviar uma mensagem e recebe todas as informações e fotos da casa pelo celular. A ação realiza um movimento de crossmedia, transportando os usuários da mídia offline para os canais online.
Indo para o relacionamento com o cliente online, a Masb criada em 2007 a partir uma equipe de antigas construtoras, criou o portal meu Meu Masb, que permite aos clientes terem todos os dados financeiros, boletos bancários, estatísticas do andamento das obras e a possibilidade de antecipar as parcelas do pagamento apenas acessando o canal. Em ação desde o começo do ano, a página recebeu 52 mil visitas e 40% dos clientes já a utilizam.
“Trabalhamos com empreendimento na planta e o ciclo é muito longo, geralmente três anos. Durante este tempo, recebíamos muita demandas, principalmente de questões financeiras, por isso há um ano e meio começamos a planejar o canal de relacionamento com o cliente parar resolver estas questões em um ambiente totalmente online”, conta Camila Enoque, Coordenadora de Comunicação da Masb, em entrevista ao Mundo do Marketing.(Fonte;MundoMarketing)
 

Dicas para decoração de imóveis usados

Comprar uma casa é sempre um bom investimento, mas se a casa tiver sido usada por outros moradores antes de você é normal que haja um planejamento adicional à compra para que o novo lar fique com a sua cara. Não há regras na decoração, já que cada um tem seu gosto e estilo próprio, mas há várias dicas para que você consiga transformar o imóvel usado em um semi-novo com muito estilo.

No Paraná, os imóveis em Curitiba disponíveis para compra costumam ter dois ou três cômodos e serem grandes prédios. Justamente por conta da verticalização das capitais brasileiras, e o surgimento de novos prédios a cada dia que passa, é preciso fazer um lugar de conforto e aconchego que tenha muita entrada de luz natural no ambiente. Procure pintar as paredes com cores neutras e, talvez, colocar uma cor vibrante em apenas uma das paredes de cada cômodo (no quarto a parede colorida costuma ficar atrás da cabeceira da cama), já que assim o ambiente fica iluminado sem ser cansativo. Evite os papéis de parede, principalmente os estampados. Além de ficarem démodé com o tempo, é possível que eles se tornem nada atraentes se o imóvel tiver histórico de infiltração – e aí, na reforma necessária, você vai ter que se desfazer do papel de parede.

Você pode aproveitar os furos nas paredes dos antigos donos para colocar seus próprios quadros e fotografias. No entanto, caso os furos sejam muito numerosos, é interessante repintar a parede, já que muita informação pendurada pela casa não é a melhor saída para tornar um lugar aconchegante.

Por fim dá pra “fazer” novos imóveis colocando paredes de gesso e brincar com a iluminação do local fazendo “bordas” de gesso pelos quartos. Se você estiver totalmente sem ideia do que fazer, que tal ir em um evento de lançamento de imóveis em Curitiba? Vendo a planta e a disposição da mobília nos quartos é possível ter uma boa ideia de como tornar seu apartamento ou casa um ambiente que realmente se pareça com um lar, tendo sua sofisticação e seu estilo como os diferenciais dessa empreitada.
 

Como investir em imóveis no curto, médio e longo prazo

O Brasil vive um momento de grande expansão no mercado imobiliário e ainda possui muitas expectativas em relação a um crescimento ainda maior nos próximos anos, principalmente por conta do aumento do poder aquisitivo das classes de menor renda.

Com isso, o investimento em imóveis é visto por muitos especialistas como uma boa opção e em alguns casos pode, inclusive, ser utilizado no curto, médio e longo prazo.

O setor deve continuar se expandindo com força até o final da década, especialmente no Nordeste e no Rio de Janeiro.

Curto prazo

Para o curto prazo, o profissional aconselha a compra de imóveis adjudicados - aqueles cujo proprietário não conseguiu arcar com o financiamento e que foram à leilão, por preço inferior -, para reforma e a venda posterior. Uma mudança recente na lei fez com que imóveis com três meses de inadimplência possam ser tomados pelo banco que o financiou,Advogados especializados conseguem liberar o imóvel em mais 2 meses, mesmo se este estiver ocupado. A Caixa Econômica Federal, após realização de leilão, passa esses imóveis adjudicados para imobiliárias credenciadas venderem com descontos que podem chegar a 70% do valor de mercado.

Médio Prazo

No médio prazo, uma nova oportunidade que surge com a explosão de vendas de unidades do Programa Minha Casa, Minha Vida e outros programas de moradia para baixa renda. Torres de escritórios individuais para atender esses empreendimentos residenciais, com salas pequenas e que atendam essa demanda. a cidade compacta, adensada, com moradias próximas de centros de serviços e escritórios é uma tendência mundial também grupos de lojas pequenas e qualificadas

Longo prazo

Uma opção para investimento de longo prazo é a especulação com terrenos localizados nas fronteiras das grandes cidades.

Terrenos ou até fazendas bem localizadas próximas às capitais podiam ser adquiridos há um tempo pelo valor de R$ 1 o metro quadrado. Como cada vez mais fica difícil encontrar terrenos nos centros urbanos, a solução será continuar os empreendimentos onde as rodovias nos levar. 

Rua Erivan França 31
Ponta Negra – Natal/RN
Cep 59090 100 - Brasil

+55 84 2010 0010
+55 84 4141 1000
+55 84 9612 3100

contato@todoimoveis.com

Skype Me!™

condominio-cajueiro-loteamento-horizontes-parnamirim-3.jpg